.::: BLOG DO JOTINHA :::.

LAGO DE FURNAS: SOBRE O CRIMINOSO E PERVERSO ESVAZIAMENTO DO SEU RESERVATÓRIO

fevereiro 13th, 2020 · No Comments · Sem categoria

ARTIGO DE JOTA JUNIOR

Se ouvirem o vídeo da fala do senador mineiro Rodrigo Pacheco, mais que entender em parte as razões pelas quais nossas águas de Furnas estão sendo roubadas nas fuças do Governo do Estado, da Assembléia Legislativa e da ALAGO, verão quão é impotente o senado federal, ou conivente com os conglomerados que comandam e desmandam neste país.

Em resposta a um requerimento do senador mineiro, responderam a ele que o esvaziamento do imenso lago de Furnas é necessário para tocar a Hidrovia Tietê-Paraná, que não pode perder suja capacidade de transporte quando faltam chuvas no Noroeste do estado de São Paulo.

Minas é a caixa d’água do Brasil do progresso e do Brasil do atraso. Saibam porquê!

Enquanto nutrimos os rios Paraíba do Sul, Paraibuna e outros com a água que jorra da sagrada Serra da Mantiqueira, da mesma serra mandamos Minas abaixo as água do Rio Grande captados dos os mananciais de Rio Mocambo, Rio Formiga, Rio Verde, Rio Sapucaí e tantos outros para tocar Furnas, e trocentas usinas instaladas ao longo do seu curso até ele alimentar o rio Paranaíba quando então forma o Rio Paraná.

Mesmo assim, ainda mandamos água para saciar a sede de milhões de nordestinos assim como para tocar seus negócios principalmente agrícolas através do Rio São Francisco que nasce na Serra da Canastra.

São portanto duas as serras que matam a sede e tocam os negócios do Sudeste e do Nordeste do Brasil: Mantiqueira e Canastra.

Mesmo assim, e agora com o dilúvio sem Arca de Noé que cai dos céus de Minas matando pessoas, destruindo e causando prejuízos a todos, o Lago de Furnas continua vazio apesar de bos parte de todo este aguaceiro passar pelas suas comportas.

Porquê isso?

Porque nossas águas estão sendo roubadas para dar vazão à Hidrovia Tietê/Paraná porque ainda falta uma obra necessária para não necessitar da água de Furnas conforme resposta das autoridades da água do país ANSA, ANS e ONS – Agência Nacional das Águas – Organização Nacional do Sistema – ao senador Rodrigo Pacheco, conforme ele declara neste vídeo.

Oras, se tiram petróleo de Campos e pagam uma taxa porque é um tesouro local, um patrimônio do município, se pagam royalties a Araxá pela retirada do Nióbio, a Ouro Branco pela retirada do aço, porque então não indenizar o estado por roubarem as águas de Furnas?

Quanto prejuízo este roubo já causou a dezenas de municípios a a centenas de empreendedores que confiaram no convite do governo e suas empresas e agências para que empreendessem à beira lago para movimentar a economia lacustre?

Me parece que está faltando um Tiradentes nestes tempos modernos. Um governador que não se mexe em relação ao problema para não causar ferir “susceptibilidades”, uma Assembléia Legislativa prosaica, uma bancada federal de senador e deputados federais encomendadas, e um governo federal insensível a problemas que estão causando a tanta gente.

A Hidrovia Tietê-Paraná tocado por um rico consórcio comandado pela empresa Andrade Gutierrez, pode enquanto rouba as águas do Lago de Furnas, pagar por estas águas porque conforme matéria também nesta postagem, está faturando alto porque há água bastante para suas barcas gigantes garantirem um bom faturamento.

Indenizar não só os municípios, mas todo e qualquer empreendimento que faliu, fechou, quebrou e deixou de funcionar porque as nossas águas estão sendo roubadas.

Vejo aí vez em quanto um movimentinho dos prefeitos lindeiros (cidades banhadas pelo lago) mas que morre ai primeiro grito dos órgãos nacionais e a omissão das autoridades estaduais.

O senador Rodrigo Pacheco prometeu apresentar um requerimento convocando uma Audiência Pública para discutir o problema. Primeiro tem que ser uma Audiência para resolver o problema. Citou que vai convidar -não se pronuncia a palavra convocar- a ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, Furnas, ANA – Agência Nacional das Águas e a ONS, a poderosa Organização Nacional do Sistema. Esta sim, que ordenou o roubo das águas de Minas, do Sul de Minas, do Lago de Furnas, para suprir os negócios do Consórcio da Andrade Gutierres em São Paulo.

Será que serão convidados o IBAMA, a Eletrobrás, o Governo do estado prejudicado, a Assembléia Legislativa dos deputados do estado prejudicado, a Associação dos municípios prejudicados, a Alago, os empreendedores prejudicados e enganados, a imprensa da região, o Ministério Público de Minas Gerais e tantas outras instituições que tem interêsse crucial no assunto.

É inadmissível que normalmente já tendo tanta água, tantos rios e agora com tanta água caindo dos céus e afogando os mineiros, sua economia e suas instituições, o Lago de Furnas esteja no osso.

Não se pode tirar o alimento de um trabalhador pobre porque ele tem algo que o ricaço não tem para comer apesar da mesa farta.

Se assim o fizerem, primeiro perguntem ao trabalhador se ele aceita repassar o alimento e se aceita a quantidade de dinheiro que o rico dará ao pobre pelo ingrediente que ele -apesar de rico, não tem em casa para comer.

Parabéns aí ao senador Rodrigo Pacheco que inclusive esteve na região no último final de semana (Guaxupé, Guaranésia, São José da Barra, Passos e Piumhi). Mas é pouco. Não podem invadir nossa casa, roubar nossos pertences sem nossa autorização ou remuneração.

E é isso que o governo federal e seus dinossauros fiscalizadores do sistema do uso da água no país estão fazendo.

Como um simples jornalista, posso apenas divulgar o que está acontecendo. E como cidadão sul mineiro e varginhense por adoção, tenho que manifestar minha revolta contra este estado de coisas.

Tags:

No Comments so far ↓

There are no comments yet...Kick things off by filling out the form below.

Leave a Comment