.::: BLOG DO JOTINHA :::.

MISSA BELÍSSIMA NA COMUNIDADE SÃO LUCAS EM VARGINHA MARCOU O JUBILEU DOS 300 ANOS DE NOSSA SENHORA APARECIDA.

outubro 12th, 2017 · No Comments · Sem categoria

Foi uma missa memorável celebrada conjuntamente pelos padres Cornélio e João Batista. Devido ao forte calor o público se dividiu entre a tenda gigante armada na rua ao lado das obras da Igreja de São Lucas e o interior do amplo Salão Social já construído e em fase final de acabamento.

Foi o coroamento da Novena em intenção do Jubileu dos 300 anos do surgimento da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do rio Parnaíba, que começou no dia 13 com a imagem percorrendo as comunidades rurais do Limoeiro Bomba, Mascatinho, Fazenda Pouso Alegre, Fazenda Pedra Negra, Igreja de Nossa Senhora da Consolação no bairro Vargem, Igreja do Imaculado Coração de Maria no Jardim das Oliveiras, Igreja de Santo Afonso no bairro Campos Elíseos e finalmente o retorno à Igreja matriz da Paróquia São José na Vila Barcelona.

Em bela procissão hoje pela manhã às 8 horas a imagem percorreu mais um trecho, desta feita até a Comunidade São Lucas onde está sendo levantada uma bela igreja pela população católica da região.

Após a missa aconteceu leilões de prêmios e brindes doados pela comunidade, empresas e instituições e também aconteceu o sorteio de um automóvel Fusca, ultra conservado, cuja ganhadora foi a dona Marina, residente no número 84 do bairro Campos Elíseos, pois teve o número 029 do seu cupom, sorteado.

Ausente no momento do sorteio, tive o
prazer de acompanhar e fotografar dona Marna em sua residência para onde foi levado o veículo por pessoas da organização da festa.

A PROCISSÃO

A procissão, mais uma pois foram tantas desde o dia 13, em meio a cafezais, plantações e estradas rurais e depois por bairros da cidade. Mas esta, a última, começou na praça Braga Jordão no alto da Vila Barcelona e dirigiu-se até a Igreja de São Lucas, que está em construção. Precedida por cavaleiros da romaria Cavalgando com Fé, a procissão contou com grande número de fiéis e no final de veículos.

Na chegada ao local onde seria celebrada a missa todos se ocuparam de protegerem-se do sol forte.

A MISSA

Celebrada pelos padres João Batista e Cornélio, a missa foi magnífica. Até porque contou com dois sermões distintos no seu conteúdo inicial mas afinados quando ambos os padres falaram de Nossa Senhora Aparecida e da força que ela oferece aos que nela crêem. Antes do encerramento houve uma bela dança com jovens homenageando Nossa Senhora Aparecida protagonizada uma jovem da comunidade.

Logo depois um teatro chamava a atenção de todos, fazendo muita gente chorar de emoção. Três rapazes agrediam um devoto de Nossa Senhora que havia achado uma imagem de gesso e a carregava com o maior respeito. Apanhando e guardando a imagem no seu peito, o homem se fazia acompanhar de uma menina, sua filha. Surgiu então um padre que correu em defesa do devoto. Admoestou os agressores tentando inutilmente que abandonassem a idéia de destruírem a imagem de gesso. Por fim, quando iam consumar seu ato, surge do público Nossa Senhora Aparecida, na pessoa de uma atriz do bairro, também de cor negra, que sem palavra alguma, provoca nos jovens malfeitores uma inércia em seus movimentos. Eles surpresos ante o poder daquela mulher real, de carne e osso, ajoelham-se temerosos daquele poder e arrependidos proclamam a crença que Nossa Senhora Aparecida é real para os que acreditem e manifestam nela a sua fé.

Contagiante e profunda a mensagem transmitida pela peça apresentada, que encerrou a parte da missa. Que teve como atração um barco com os pescadores e a imagem de Nossa Senhora Aparecida desde a Igreja de São José à Igreja de São Lucas.

OS SERMÕES: OBRAS DE ARTE

Quem esperava ao Padre João Batista um sermão suave enganou-se. Começou afirmando que os brasileiros tem vergonha do seu país. Não do solo, o céu, a tradição, o lar, o berço de seus filhos. Mas vergonha dos bandidos oficiais, advogados e juízes que se dobram a subterfúgios criminosos da lei por propina, por dinheiro sujo.

– É necessário que falemos disso aqui. Vocês, um povo que trabalha, que paga seus impostos recolhendo dinheiro ao fisco para que o governo invista na infra-estrutura do país e nos serviços à população, vê políticos sem vergonha na cara, caras-de pau, roubando descaradamente o dinheiro do tratamento de nossos doentes, roubando o dinheiro da educação das nossas crianças , do amparo aos nossos anciãos. Roubam entre eles ignorando que nosso país tem um povo pacífico e trabalhador. Por isso a revolta e a vergonha extrema. Não do nosso país, da nossa nação, mas destes bandidos que comandam nosso povo.

TESTE DE PROPAGANDA

E continuou para finalizar: Mais do que nunca se renova nossa fé em Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do nosso Brasil. A santa mãe a quem recorremos sempre porque cada vez que eles, os bandidos que estão no poder, judiam de nosso povo, mais ele se apega à sua santa mãe, manifestando como nunca a sua fé. Como estamos fazendo aqui hoje.

Já padre Cornélio, conhecido por sua devoção extrema em Nossa Senhora Aparecida preferiu indagar porque há pessoas que não acreditam no poder que emana daquela que um dia surgiu nas águas do Rio Parnaíba começando ali mesmo a operar milagres.

– Quem não acredita nela, não a respeita e por ela não tem devoção são aquelas pessoas que não conheceram a história de Nossa Senhora. Pessoas que não receberam os ensinamentos sobre as coisas belas que há exatamente 300 anos nossa mãezinha vem proporcionando a muita gente por esse Brasil.

Veja os romeiros que vão à Aparecida. È gente de todas as partes do país, ricos e pobres, sãos e enfermos, letrados ou analfabetos. É incrível o que a fé em Nossa Senhora promova: ela iguala a pessoas. Por isso, aqueles que crêem no poder celestial de nossa mãe, o fazem porque conhecem o que ela pode fazer, o que ela representa na ligação entre nós, pobres mortais, e seu filho, Jesus Cristo, o nosso santo Deus.

Padre Cornélio antes de encerrar seu sermão pediu que os que tivessem fé em Nossa Senhora Aparecida levantassem as mãos. Fofos desta reportagem mostram que ninguém ficou de mão abaixada. E o que se se seguiu depois com aplausos incontidos a Nossa Senhora mostrou que naquele momento, aquele espaço estava ungido pois havia ali a presença divina na Padroeira do Brasil, a Santa Mãe Aparecida se manifestava.

Por esta razão religioso pediu que ela operasse milagres na vida de todos, solicitando que todos se manifestassem mudamente fazendo um seu pedido porque havia uma força ali, e ela poderia fazer com que muitas coisas bonitas acontecessem, na vida das pessoas a partir daquele momento.

Na sequência, e antes de liberar a todos para seguirem a programação, Padre Cornélio fez questão de nominar uma a uma as pessoas responsáveis por setores e barracas da festas pois ali estavam paroquianos da cidade e da zona rural, todos colaborando para que o resultado financeiro da festa que começaria, fôsse generoso pois há muita coisa a se fazer. Cada qual recebeu um prato com uma impressão relativa ao Jubileu de Nossa Senhora Aparecida.

Como disse o bispo diocesano Dom Pedro, os padres e as instalações dos altares principalmente, de todas as igrejas e capelas carecem de paramentos e renovarem utensílios e ítens utilizados nas cerimônias.

– Vejam vocês todos -disse Padre Cornélio apontando para a obra da Igreja- todo o dinheiro que conseguimos está investido aí. E devemos investir muito mais para que possamos construir uma bela igreja do tamanho do coração desta fervorosa e querida comunidade.

Posto isso, convidou todos á se divertirem na festa.

Que tinha churrasquinhos deliciosos, refrigerantes, água mineral e mil marmitex, também deliciosos, vendidos a apenas R$ 10,00 a unidade.

E se seguiu um leilão para depois acontecer o sorteio final do veículo ganho pela moradora do bairro Campos Elíseos.

As fotos são do jornalista Jota Junior do jornal O ARAUTO e do Blog do Jotinha.Com

 

Tags:

No Comments so far ↓

There are no comments yet...Kick things off by filling out the form below.

Leave a Comment