.::: BLOG DO JOTINHA :::.

PREFEITO ANTONIO SILVA E SECRETÁRIO JOADYLSON FALAM À IMPRENSA SOBRE AVANÇOS NO SISTEMA DE COLETA DE LIXO EM VARGINHA.

agosto 6th, 2018 · No Comments · Sem categoria

Meta é atingir 100% de coleta seletiva nos 150 bairros da cidade.

 

O prefeito Antonio Silva e o secretário da SEMA – Secretaria do Meio Ambiente Joadylson Barra Ferreira receberam alguns veículos de imprensa hoje pela tarde no Salão de Reuniões do gabinete municipal. Estavam presentes a EPTV, TV Princesa, as emissoras de rádio Vanguarda, Itatiaia e Melodia, o jornal O ARAUTO e o Blog do Jotinha. Com.

A reciclagem de lixo seletivo representa apenas 3% de todo o lixo produzido no Brasil, hoje. Com este dado, realmente é uma política de ousadia a proposta da Prefeitura de Varginha de em breves tempos atingir 100% dos 150 bairros que a cidade possui.

Com esta introdução, o secretário do Meio Ambiente começou a explicar como vai funcionar o sistema a partir do dia 8 próximo, quarta-feira.

– Hoje há três coletas semanais em cada bairro. Um desses dias ficará para coleta do lixo seletivo, já separado entre o úmido e o seco, ou seja, restos de comida e dejetos úmidos, e de outro, plásticos, latas de cerveja e refrigerante, metais e similares. Há um problema que é o vidro. As garrafas de vidro de qualquer espécie não poderão ser misturadas ao lixo úmido. Devem ser separadas do resto do lixo porque os caminhões são preparados para prensar o lixo e o vidro não pode estar no meio do lixo que serão recolhidos pelos caminhões normais, colocou o secretario.

– Varginha tem que avançar na questão do lixo -enfatizou o prefeito Antonio Silva. Com este sistema de coleta seletiva, o município ganhará, a população também, assim como os recicladores que trabalham na cooperativa. Vamos gastar menos dinheiro com o transbordo pois a quantidade do lixo vai diminuir, o atêrro prolonga sua vida útil e os recicladores vão trabalhar de uma forma mais higiênica e certamente produzirão muito mais pois o lixo já estará separado.

Continuando, o prefeito disse que o Aterro é um Lixão melhorado e não atende à saúde pública. Com o tempo todos os municípios terão que cumprir a lei e quando isso acontecer Varginha já estará bem adiantada neste sentido.

– Vamos atingir a questão social pois centenas de pessoas vivem do lixo urbano varginhense. Só que tudo isso vai depender da colaboração e da conscientização da população, ponderou Antonio Silva.

Divulgação

O secretário Joadylson citou os 80 mil folhetos que foram distribuídos por toda a cidade informando e ensinando como deverá ser a coleta de lixo depois do dia 8. Num esforço para que a população comece já colaborando na seleção do lixo também será utilizado carro de som. Mas a melhor forma de informação é através da imprensa, enfatizou.

Os caminhões continuarão passando às segundas quartas e sextas e também nas terças quintas e sábados. Dois dias deste sistema será para a coleta do lixo úmido e um deles, o lixo seco. Se alguém deixar de disponibilizar o lixo já selecionado, ele não será recolhido ficando para um novo dia, explicou o secretário.

Como a forma mais fácil de disponibilizar o lixo é com sacolinhas de supermercado, Joadylson disse que deverá se reunir com os donos de supermercados da cidade para propor a eles que ao encomendarem embalagens de plástico solicitem em cores diferentes para que os clientes em suas residências se lembrem da seleção do lixo, utilizando sacolas com cores e até impressões diferentes para jogar o lixo fora.

Citou o secretário que os bares estão reclamando antes da coleta seletiva começar. Ele acha que estes estabelecimentos deveriam colaborar porque o lixo será recolhido da mesma forma, mas apenas um dia depois. Com os condomínios também deverá haver reuniões para pedir que colaborem.

Conforme ainda Joadylson, em 2013 havia 100 catadores de lixo na cidade e hoje ultrapassam 500. Lembrou da Eco Brasil que em parceria com a prefeitura recolhe lixo eletrônico para dize que Varginha ocupa lugar de destaque na questão do lixo brasileiro porque mais de 5 mil das 5.600 cidades brasileiras ainda vivem de lixões.

As 130 toneladas de lixo que diariamente é transbordado para o Aterro sofrerão numa primeira etapa diminuição der 12% e depois de até 50%, confirmando o que o prefeito dissera que isso vai representar uma economia muito grandes paras os cofres públicos com o menor custo de transporte do lixo da cidade até o aterro.

Tags:

No Comments so far ↓

There are no comments yet...Kick things off by filling out the form below.

Leave a Comment