.::: BLOG DO JOTINHA :::.

SÉRGIO TAKEISHI, NOVO SECRETÁRIO DA SEHAD FALA DE SUA IDENTIFICAÇÃO COM O FOCO DA PASTA.

agosto 6th, 2020 · No Comments · Sem categoria

Visitei hoje o novo titular da SEHAD – Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Social, Sérgio Kurok Takeishi. Como escrevi aqui, depois de ter servido á administração Antonio Silva na condição de Secretário de Administração, Serginho Japonês como é conhecido, deixou a pasta pensando em curtir sua aposentadoria.

No entanto, resolveu atender ao convite do novo prefeito, Vérdi Lúcio Melo, que assumiu em definitivo o resto da gestão municipal com a renúncia súbita do antecessor.
 
– Como já disse anteriormente, o prefeito Vérdi me fez o convite e resolvi aceitar para colaborar com esta sua gestão tampão, pois minha presença aqui se encerrará dia 31 de dezembro, quando também termina o atual mandato do gabinete municipal, disse Serginho.
 
Serginho tem consciência da estrutura da SEHAD pois seja como Vereador de vários mandatos ou como Secretário de Administração tratou com as diversas áreas ligadas á secretaria.
 
– Temos 5 CRAS, disse ele, que são Centros de Referência Social. É onde o cidadão e a cidadã se cadastra para que possamos identificar as suas carências, suas reivindicações e onde podemos encaminhá-lo ou atendê-lo. E enumerou um a um estes centros.
 
São o CRAS I do Sion que fica na Av. Celina Ottoni, o II na
Rua Irmão Mário Esdras na Vila Pinto, o III na Rua São Lucas no Jardim Urupês, o IV que fica na Rua Lazarina Clara da Silva no Jardim Estrela e o V que fica na Rua Geraldo Andrade Resende no bairro Novo Tempo.
 
E continuou mencionando os setores e órgãos afetos à pasta:
 
Aqui temos o Departamento de Habitação dirigido pelo Dr. Bandoni, o Setor de Migração, o Conselho Tutelar, o CADÚNICO que é um importante instrumento de identificação e caracterização socioeconômica das famílias de baixa renda, que podemos utilizar para diversas políticas e programas sociais voltados a este público.
 
Há o CREAS que é o Centro de Referência Especializado, o Centro POP, o Setor de Controle e Fiscalização Alimentar P.A.A / Banco de Alimentos, Procon Municipal, o Serviço de Acessibilidade e Mobilidade Urbana, a Casa Lar, temos a
Secretaria Executiva dos Conselhos, o Centro de Convivência do Idoso e ainda 8 Conselho de Direito que são:
 
COMDEDICA – Conselho Municipal de Defesa da Criança e Adolescente
 
COMPIR – Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial
 
COMJUVE – Conselho Municipal da Juventude
 
COMSEA – Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional
 
CMDM – Conselho Municipal do Direito da Mulher
 
COMIVA – Conselho Municipal do Idoso
 
Conselho Municipal de Habitação
 
CMAS – Conselho Municipal de Assistência Social.
 
SEHAD É A 4ª SECRETARIA
 
Perguntei ao secretário que com tantos setores e órgãos afetos, deve ter um grande número de servidores. E ele respondeu:
 
– Temos quarta secretaria em número de funcionários pois a primeira é a da Educação, seguida pela Saúde, depois Obras e depois a gente.
 
Mas destacou que há um diferencial muito grande:
 
– A SEHAD trabalha com a população oprimida, carente, desde os bebês aos anciãos. Temos uma grande responsabilidade aqui, razão de eu mesmo quando estava na Câmara, sempre aplaudir o trabalho dos servidores lotados nesta pasta. São dedicados, são presentes, são acessíveis porque tratam com as pessoas que carecem de melhor atenção dentro da nossa comunidade.
 
No entanto, Takeishi foi enfático em afirmar que é equivocada a interpretação de que a secretaria é só assistencialista.
 
– Nada disso. Temos programas de grande valor social como por exemplo o Centro de Convivência do Idoso, os Conselhos da Juventude, da Defesa da Criança e do Adolescente, da Igualdade Racial e do Direito da Mulher entre outros, que dizem respeito à toda a população de uma forma geral.
 
Por isso, segundo ele, é uma pasta complexa, razão do valor que deve ser atribuído aos servidores que ali atuam por que trabalham de forma diferenciada, percorrendo toda a cidade buscando nichos onde o desenvolvimento social carece estar presente.
 
IDENTIDADE COM OS CARENTES.
 
Serginho disse também que aceitou o convite do prefeito Vérdi porque apedar da complexidade da secretaria, ele se identifica com o público alvo dela.
 
– Quando criança meu pai era feirante em Três Pontas e eu ajudava ela. Quando a feira acabava nós enchíamos uma carriola de fruitas, verduras e legumes que sobravam e e podiam ser descartadas, mas saudáveis, e me mandava levar ora para a APAE, ora para ali, ora para acolá. A cidade era pequena e lá ia eu empurrando a carriola cheia de verduras e legumes para entregar.
 
Com isso, diz ele, desde crianças teve contato com as carências da população menos desfavorecidas e agora como secretário, mesmo com os poucos meses que tem á frente da pasta, pretende dar um impulso mesmo com a pandemia do Coronavírus:
 
– A pandemia está em vigor, mas a população agora precisa de nós mais ainda. Recomendei aos CRAS que registrem bem as carências que são apresentadas ali no ato das inscrições e direcionem o mais rápido possível os inscritos para os setores respectivos.
 
Para encerrar, Serginho citou que na média geral Minas Gerais tem segundo estatísticas e pesquisas, uma população de 21% na linha de pobreza.
 
– Mas contando com o Vale do Jequitinhonha e algumas regiões do Nortão mineiro. Aqui no Sul de Minas onde há uma situação mais confortável, temos ainda 18, 19% de pobres, carentes e necessitados. Aqui mesmo em Varginha a população vulnerável mesmo antes da pandemia, não é pequena, e agora com esta doença, ela aumentou mesmo com o auxílio emergencial do governo federal.
 
Pretendemos trabalhar como se fôsse o primeiro dia de governo. Aceitamos a tarefa, estou conversando com todos os setores da secretaria onde vou encontrando pessoas profissionais sensíveis à função, dedicados á política que a secretaria executa, e creio que atenderemos ás expectativas do prefeito Vérdi finalizou.
 
NR: É interessante salientar que Serginho presidiu a Câmara Municipal em 2001 e em apenas um ano desenvolveu projetos revolucionários do ponto de vista legislativo. Em claro apoio aos vereadores, aplaudiu e contribuiu para o sucesso de dois projetos desenvolvidos pela vereador Abeí Miranda, que foram o Paizão varginhense e Mãe Comunitária mostrando que há quase 20 anos já destinada atenção à família, pais e mães, que simbolizavam toda a coletividade. Não esqueceu dos adolescentes e dos jovens pois instituiu o Programa Escola Cidadã com o total apoio da Assembléia Legislativa e de empresas parceiras como o Moinho Sul Mineiro, o Café Bom Dia e a COMAPE.
 
Deu atenção também às crianças estudantes criando o Projeto Vereador Mirim, que já naquela época lotava as galerias e o plenário da Câmara ensinando os alunos a valorizarem a política e o político no sentido de despertar neles o desejo de participarem da vida da sua cidade.
 

Tags:

No Comments so far ↓

There are no comments yet...Kick things off by filling out the form below.

Leave a Comment